Seja Bem Vindo (a)!

Você está no portal da Rádio Perfeito Louvor, Rádio Gospel Online do Ministério Perfeito Louvor de evangelização que tem como princípio a pregação de salvação, cura e libertação de vidas.

O intuito de nosso Ministério, é fazer com que a palavra de Deus seja pregada em todos os cantos da Terra, levando o evangelho de Cristo para todos os povos.
E através do trabalho que estamos fazendo, vidas tem sido restauradas, famílias tem sido abençoadas, e pessoas estão sendo curadas pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo.

Saiba mais sobre o Perfeito Louvor.

Destaques

30/01/2013

30 de Janeiro
Serei para Israel como orvalho. (Os 14.5.)
O orvalho é uma fonte de refrigério. É a provisão da natureza para a renovação da face da terra. Ele cai de noite, e sem ele a vegetação morreria. É esse
grande valor do orvalho que é tantas vezes reconhecido nas Escrituras.
Ele é usado como símbolo de refrigério espiritual. Como a natureza é banhada pelo orvalho, assim o Senhor também renova o Seu povo. Em Tito 3.5, o mesmo
pensamento de refrigério espiritual está ligado ao Espírito Santo - a "renovação do Espírito Santo".
Muitos cristãos não reconhecem a importância do orvalho celeste em suas vidas, e como resultado, falta-lhes frescor e vitalidade. Têm o espírito desfalecido,
por falta de orvalho.
Meu irmão, você reconhece a loucura que seria um operário passar o dia trabalhando, sem comer. Mas reconhece também a loucura que é um crente querer servir
a Deus, sem comer do maná celeste? Não basta recebermos alimento de quando em quando.
Precisamos receber cada dia a renovação do Espírito Santo. Nós bem sabemos quando estamos cheios de vigor espiritual, e quando nos sentimos exaustos e desgastados.
A quietude e a absorção são as atitudes propícias para recebermos o orvalho. À noite, quando a vegetação repousa, os poros das plantas estão abertos para receber
o banho refrescante e revigorador; assim, na quietude aos pés do Senhor, vem-nos o orvalho espiritual. Coloquemo-nos quietos diante dEle. A pressa impede que recebamos
o orvalho. Esperemos diante de Deus, até estarmos impregnados da Sua presença: então entraremos no serviço do Rei, na certeza de que temos o vigor de Jesus Cristo.
- Dr. Pardington
O orvalho não cai enquanto há calor ou vento. A temperatura precisa baixar e o vento cessar, e o ar precisa estar fresco e calmo - de uma completa quietude,
por assim dizer - para que possa produzir suas invisíveis partículas de umidade para orvalhar a erva e a flor. Assim também, a graça de Deus não pode trazer refrigério
ao homem, enquanto ele não estiver naquele necessário ponto quieto.
O Bom Pastor minha alma refrigera.
Quero estar quieto a Seus pés.
Quieto para aprender; pra conhecê-lO;
Pra contemplar a Sua formosura;
Pra receber o orvalho que renova
E me infunde vigor; é dura a prova.
Eu venho estar, Senhor,
Quieto a Teus pés.

12/01/2013

Dois irmãos se amavam profundamente. Ambos eram agricultores e viviam a
curta distância um do outro.

Certa noite o mais velho deles, assentado junto à lareira com sua
família, disse de si para si: "meu irmão deve estar sozinho, nem tem
esposa e nem filhos. Eu tenho mais do que ele. Tomarei alguns grãos do
meu campo e os levarei à ele sem que ele o perceba".

Porém de sua parte, o outro pensou. "meu irmão deve estar em apertos
econômicos. Eu não tenho esposa nem filhos e nem de quem cuidar. Ele
necessita muito mais do que eu. Tomarei alimentos do meu campo e levarei
a ele".

Durante várias noites os dois irmãos foram se presenteando assim, com os
frutos da terra. Até que certa vez se descobriram mutuamente. Então,
ambos se abraçaram de emoção, e confessaram que haviam feito isto por
amor.

Quão admirável é a força do amor! Une os corações, dá felicidade aos
lares e torna a vida agradável. Que seria dos seres humanos se o
verdadeiro amor desaparecesse?

Porém se é importante dar e receber afeto entre os nossos queridos, quão
mais necessário é receber o amor de Deus em nossa vida.

Jesus, certa vez, contou uma parábola que retrata o grande amor de Deus.

A parábola está relatada no evangelho de Lucas 15:11-24 - Um homem muito
rico tinha dois filhos. Ele amava os dois profundamente. E tudo o que
ele pode construir na vida, foi pensando no bem estar e no futuro de
seus filhos queridos.

O mais jovem não deu valor ao velho pai. Cansado da monotonia de seu
lar, pediu ao pai parte da herança que lhe pertencia. Pedir a herança
por antecipação era o mesmo que pedir e desejar a morte do pai.

Mas, o pai desse jovem, era um pai de amor. Não ficou ofendido com a
proposta do filho, e lhe deu tudo o que teria por direito.

Com muito, mas muito dinheiro, aquele moço saiu pelo mundo em busca de
prazeres, amigos e mulheres. Com certeza gastou todo o seu dinheiro com
jogos e glutonaria. Ele realmente havia se esquecido dos ensinos daquele
bom pai.

Enquanto tinha dinheiro para esbanjar, todos eram seus amigos. Mas, como
os bens terrenos são passageiros, e o que perdura são as coisas
espirituais, o dinheiro foi acabando. E acabou.

Houve naquela terra uma grande fome, e como tinha gasto todo o dinheiro,
não tinha com o que comprar alimento. Os amigos se foram. As mulheres
desapareceram. E tudo que antes era muito fácil por causa do dinheiro,
agora era insuportavelmente difícil.

A única coisa que ele conseguiu, foi apascentar porcos. E apascentar
porcos não era nada agradável. Sua fome era tanta que ele se alimentava
da lavagem que os porcos comiam.

E veio à sua mente o seu antigo lar, onde todos comiam e bebiam. Até os
jornaleiros de seu pai comiam bem. Ele pensou: "O que é que estou
fazendo aqui, irei falar com meu pai e direi a ele que pequei, contra os
céus e contra a terra e que não sou digno de ser chamado Seu filho e que
quero trabalhar para ele."

Armou-se de toda a coragem e foi. E é aí que vamos conhecer o amor do
Pai. Imagine um pai sentado na varanda esperando o seu filho. Todos os
dias acordava com esperança de que esse filho voltasse.

E todos os dias ele espera, mas, em vão. Porém, naquele dia enquanto
estava sentado, viu um vulto conhecido. Estava maltrapilho, mas ele
conhecia aquele andar.

O coração do pai palpitava de alegria. Correu ao encontro do filho.
Mesmo não estando cheirando bem, ele abraça o filho, e o beija. Manda
que lhe coloquem uma veste limpa, que lhe dêem um anel e que lhe
preparem uma mesa farta. Que matem aquele bezerro que ele vem preparando
para este dia maravilhoso.

A Bíblia declara que o pai disse: ". . . Comamos, e alegremo-nos; porque
este filho estava morto e reviveu, tinha-se perdido e foi achado." Lucas
15: 23, 24.

Imagine você, a alegria de Deus, quando nós pecadores, voltamos para os
seus braços.

O nosso Deus é um Deus de amor, bondade, compaixão e misericórdia, e
como o pai da parábola, Ele está de braços abertos nos esperando.

E é tão fácil. É só aceitar o convite e sair correndo para abraçar um
Pai que nunca se esquece de seus filhos.

Receber o abraço e o perdão do Pai é nada mais nada menos que
experimentar as graças do amor.

Pedido de oração

Preencha corretamente com o seu nome, para termos facilidade ao colocarmos você em nossas orações.
Preencha com sua cidade/estado, para facilitar na hora de sua identificação.
Preencha com o seu e-mail, pois gostamos de lhe responder, falando a respeito do seu pedido de oração.
Escreva o motivo do seu pedido de oração, colocando os nomes das pessoas que estão relacionadas ao seu pedido. tenta ser o mais claro possível.

Anúncios

style="display:inline-block;width:728px;height:90px"
data-ad-client="ca-pub-3675268890248968"
data-ad-slot="1936598335">

Peça sua música

Localização

Vertical Tabs

Ressuscitando a vida espiritual no Momento de Clamor

Junte a sua família, seus amigos e participe dessa poderosa campanha de oração no Momento de Clamor da Rádio Perfeito Louvor.

Muitos serão impactados pelo poder de Deus, talentos serão desenterrados e histórias serão mudadas. São cinco dias de clamor durante esta semana (09/10 ao dia 13/10/2017).
A partir do meio dia (12:00), conecte-se à Rádio Perfeito Louvor e envie para o nosso Whatsapp o seu nome, cidade e estado onde você mora:
(61) 995.167.614

Ressuscitando a vida espiritual | Volte a ouvir a voz de Deus | Volte a sentir a presença do Senhor | Volte a ser ativo na obra Dele!

"E a oração feita com fé curará o doente; o Senhor o levantará. E se houver cometido pecados, será perdoado."
(TIAGO 5.15)